Pedido de Música

Preencha os campos abaixo para submeter seu pedido de música:

Em reunião com Boris Johnson, que elogiou vacina da AstraZeneca, Bolsonaro reconhece que ainda não se vacinou. - Babel FM

Em reunião com Boris Johnson, que elogiou vacina da AstraZeneca, Bolsonaro reconhece que ainda não se vacinou.

Em Nova York, onde restaurantes exigem comprovante de vacinação, o presidente Jair Bolsonaro foi obrigado a comer pizza de pé na calçada.

O presidente Jair Bolsonaro está em Nova York para participar, nesta terça-feira (21), da abertura dos debates da Assembleia Geral da ONU.

Pouco depois de chegar a Nova York, no domingo (19), o presidente, quatro ministros e o presidente da Caixa Econômica Federal comeram pizza numa esquina, na calçada.

Na cidade, os restaurantes só podem receber clientes em áreas fechadas se eles mostrarem um comprovante de vacinação. Sem vacina, o presidente só pode comer em lugares abertos, nas áreas externas dos restaurantes.

Mas o café da manhã foi no restaurante do hotel. Na porta, o aviso de que a cidade exige que você esteja vacinado para entrar. Questionado por um produtor do JN, o gerente do restaurante disse que não cobraria um comprovante do presidente brasileiro.

Jair Bolsonaro teve apenas um evento oficial nesta segunda-feira (20): um encontro com o primeiro-ministro britânico, Boris Johnson. A reunião foi um pedido de Johnson, que queria tratar de questões ambientais, mas a vacina contra a Covid roubou a cena novamente.

Boris Johnson fez elogios a vacina da AstraZeneca/Oxford, desenvolvida no Reino Unido.

Johnson disse que todos deveriam tomar o imunizante e que ele mesmo já tomou as duas doses. Jair Bolsonaro, então, fez que não com o dedo e disse: “Ainda não”.

Bolsonaro: AstraZeneca.

Boris Johnson: É uma ótima vacina. Eu tomei a vacina. Obrigado todo mundo. Tomem a AstraZeneca todo mundo. Eu tomei duas vezes.

Bolsonaro: Ainda não.

O primeiro-ministro então disse que já teve Covid, e Bolsonaro respondeu: “Eu tive Covid. Estou com a taxa de imunização muito alta.”

Boris Johnson: Sua imunidade?

Bolsonaro: Sim, está excelente.

De acordo com os especialistas, quem já teve Covid também deve tomar a vacina, já que há casos de reinfecção.

Depois do encontro, o presidente almoçou na calçada de uma churrascaria brasileira, que cercou o local com panos pretos para receber a comitiva. Do lado de dentro, sem máscara, o presidente tirou fotos com funcionários e voltou a pé para o hotel.

Mais cedo, o prefeito Bill de Blasio citou nominalmente o presidente Jair Bolsonaro durante uma entrevista coletiva. Ele falava sobre a Assembleia Geral da ONU e usou uma foto do presidente brasileiro para dizer:

“Precisamos enviar uma mensagem a todos os líderes mundiais, incluindo mais notavelmente o Bolsonaro, do Brasil, que, se você pretende vir aqui, você precisa estar vacinado. Se você não quer ser vacinado, não venha, porque todos precisam estar seguros juntos, e isso significa que todos precisam ser vacinados.”

Como é tradição, o presidente brasileiro discursa nesta terça-feira na abertura dos debates da Assembleia Geral da ONU. Um dos temas do encontro este ano é a Covid-19 e os desafios que a pandemia impôs. Se espera que o discurso de boa parte dos líderes, inclusive, aborde o combate ao vírus.

A comitiva brasileira ganhou uma atenção extra nesta segunda-feira não só por causa da não vacinação do presidente, mas porque um integrante da comitiva testou positivo. A informação foi confirmada por diplomatas com quem o Jornal Nacional conversou, mas o governo brasileiro ainda não se pronunciou oficialmente.

Deixe seu comentário:

PARCEIROS DA BABEL

PODCAST BABEL FM

SEJA PARCEIRO

© Direitos reservados Rádio Babel FM 2021 Web Rádio administrável